Principais fatores de ranqueamento Google 2019

Quer aparecer bem nas pesquisas? Então você precisa no mínimo saber quais são os 10 principais fatores de ranqueamento do Google em 2019!

De que adianta criar um artigo, e-commerce, site, blog, etc, e ele só aparece lá pra décima página nas pesquisas do Google? Sabe quantos acessos você vai ter? Nenhum!

Dificilmente um usuário ultrapassa a segunda página das pesquisas, por isso é muito importante ter bons conhecimentos em SEO, só assim você conseguirá criar páginas otimizadas e competitivas.

Apresento a seguir uma pequena lista com os 10 principais fatores de ranqueamento do Google em 2019 na minha opinião.

Fatores de ranqueamento Google 2019

  • Conteúdo + Estrutura do conteúdo;

O próprio Google não se cansa de dizer que conteúdo é o fator mais importante, especialmente desde que o RankBrain — inteligência artificial do Google — foi implantado no ano de 2015.

Além disso, a forma como você estrutura o seu texto e dá ao usuário as respostas da maneira como ele busca também contam para um melhor ranqueamento do seu site. Um texto com boa estrutura de conteúdo possui cabeçalhos, títulos e sub títulos que facilitam a leitura do usuário. Dê muito valor para as Meta tags que você usa em seu texto!

Estude SEO, aprenda a escolher as palavras chaves com menor concorrência para um bom posicionamento!

seo fator de ranqueamento google
(Search Engine Optimization ou Otimização para Mecanismos de Busca)
  • Backlinks;

No meu ponto de vista, esse é um fator chave para ranqueamento, por mais que muitas pessoas digam que não.

Backlinks são basicamente links de outros sites apontando para o seu, ou seja, são sites que indicam que certa página do seu site é relevante, e o Google entende aquilo como uma indicação de força, aumentando assim a sua reputação. Quanto mais forte for o site que linka para você, maior será a força do Backlink.

  • Tempo médio de permanência no site;

Este é mais um fator relevante, pois indica para o Google que o usuário consumiu o conteúdo oferecido por ele, ou seja, seu conteúdo atendeu as expectativas.

  • Protocolo de segurança;

Até pouco tempo atrás, o protocolo de segurança HTTPS não era tão exigido. Segundo o Google, sites que estiverem em dia com certificados SSL oferecem navegação segura aos seus usuários, e hoje ele é considerado um fator diferencial no ranqueamento.

https fator de ranqueamento google
  • Links internos;

É extremamente importante que o usuário navegue pelo seu site, e nada melhor do que os links internos para isso. Eles ajudam o Google a entender quais artigos são considerados importantes por você. Segue abaixo um exemplo de link interno:


formula do negocio online

Aprenda a criar seu negócio online com o curso mais completo do Brasil.

Fórmula Negócio Online é o treinamento mais completo que existe para você construir o seu negócio online da maneira mais fácil.O treinamento te ensina de verdade a ganhar dinheiro na Internet!



LEIA TAMBÉM: AFILIADOS, VEJA O QUE FAZER E O QUE NÃO FAZER PARA AUMENTAR SUAS VENDAS!


  • Coloque o mobile em primeiro lugar;

Estamos evoluindo, cada vez mais os acessos são realizados via celular! 2018 foi o ano em que o Google finalmente implementou o mobile-first index, que se consolidou em 2019.

Com essa atualização, o mobile será indexado primeiramente. Isso significa que o Google começará pela versão mobile para decidir a posição em que ele aparecerá no ranking. Eu particularmente prefiro trabalhar pelo Desktop, mas quando se trata de ranqueamento precisamos nos colocar no lugar do usuário.

  • Velocidade do site;

Sites que carregam mais rápido melhoram a experiência do leitor. Tenha seu site hospedado em um bom servidor e lembre-se de otimizar as imagens que você colocar nele. Utilize temas leves e limpos, sem muita papagaiada!

Uma das iniciativas mais relevantes para isso foi o projeto Accelerated Mobile Pages (AMP). Sites que adotaram o AMP percebem rapidamente um aumento no CTR, já que os links são destacados na SERP, e oferecem um carregamento mais rápido para o usuário.

  • Utilize imagens na página, mas não abuse delas;

Ilustrar seu artigo deixa a leitura muito mais agradável. Utilize duas ou três imagens otimizadas que só irá trazer benefícios. Lembre-se que o Google defende a boa experiência do usuário e as imagens ajudam muito.

  • Taxa de rejeição;

Ela indica o número de usuários que entraram no site e visitaram uma única página. Ou seja, não navegaram por nenhuma outra além daquela página por onde eles entraram. Portanto, quanto menor a taxa de rejeição, melhor.

Isso explica a importância de trabalhar os links internos!


LEIA TAMBÉM: O QUE É INBOUND MARKETING?


  • Seja ativo nas redes sociais;

Seja ativos nas redes sociais, seja Twitter, Facebook, Instagram, etc, tráfego de referência não tem a mesma força do tráfego orgânico, mas o Google consegue compreender quando um artigo é compartilhado diversas vezes por meio das redes sociais.

Um site sem tráfego não serve para nada!


Ficou perdido no assunto? Então sinto muito lhe informar, mas você precisa estudar. A melhor forma de aprender sobre o assunto é fazer um cursinho de SEO, e se você for esforçado consegue muito conteúdo de qualidade gratuito na internet.

Um curso que sempre recomendo para todos é o do Gustavo Freitas (Clube do Marketing Digital), pois além de ser barato ainda te coloca em grupos de alunos onde rola um bom Networking. Foi o primeiro curso digital que fiz na área e que com certeza me ajudou bastante.

Curso SEO - Clube do Marketing Digital

Fico por aqui pessoal, espero que este artigo ajude de alguma forma. Grande abraço a todos e até a próxima!


LEIA TAMBÉM: COMO GANHAR DINHEIRO COM SEU BLOG?

 
Luiz Felipe Barreiro

Luiz Felipe Barreiro

Fundador do Marketing Digitalizado. Administrador, Marqueteiro e Empreendedor Digital. Apaixonado por trilhas, acampamentos e cerveja!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.